Carrinho

“Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu: tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar, tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de lançar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.”

O tempo é um conceito interessante, não é mesmo? Às vezes sentimos que ele passa rápido demais. Reclamamos que não conseguimos realizar o que precisamos. Fazemos devocional, trabalhamos o dia inteiro, vamos para a academia, preparamos a janta, arrumamos a casa e já é hora de dormir. 

Com algumas variações, você se identifica com essa rotina? Sente que o tempo tem escorregado das suas mãos?

Por outro lado, ocasionalmente sentimos que não estamos progredindo. Parece que os minutos não passam e continuamos no mesmo lugar. As promessas guardadas em nossos corações por muito tempo passam a ser lembretes de que elas não se realizaram.

Com qual cenário você se identifica?

Em alguns momentos, podemos nos encontrar nos dois – vivendo a vida apressadamente, mas sentindo que nada de importante está acontecendo.

O que devemos fazer então?

  • Sempre render o coração aos pés de Jesus – Fale o que está sentindo e peça por discernimento sobre a estação na qual você se encontra. Talvez Deus esteja querendo ensinar algo precioso, mesmo em silêncio. O importante é se manter sempre atento ao que Ele quer falar ou mostrar.
  • Encontrar os bons momentos e ensinamentos de cada fase – Quando parece que nada acontece, seu coração é treinado. Entenda a fase e então, aproveite o ensinamento. Muitas vezes, perdemos um grande momento com Deus por não conseguirmos enxergar a vitória do nosso desafio. Às vezes, o que precisamos entender está nos detalhes; nas conversas com pessoas com os mesmos princípios que os nossos ou no consolo encontrado quando vamos ao Secreto. Que nossos corações sejam gratos ao cuidado de Deus, mesmo que pareça pouco.
  • Não esquecer e não desistir do que Deus já falou – O Senhor é fiel e não podemos nos esquecer disso. O que Ele prometeu, irá se cumprir. Devemos esperar o cumprimento dessas promessas com paciência e alegria. Além disso, devemos ser fiéis Àquele que nos ensina sobre fidelidade.

Seja fiel com o que o Senhor colocou em suas mãos, pois é bem provável que a sua fidelidade em relação ao que você tem hoje a conecte à sua próxima estação.”

  • Guardar e relembrar versículos chaves – Em momentos de crise, é crucial nos lembrarmos o que nos traz esperança (cf Lamentações 3:21). Para isso, devemos guardar e memorizar versículos que nos consolam e nos lembram da verdade. Aqui vão alguns exemplos:

”Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês, diz o Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.”

“Mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam.”

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.”

“Apeguemo-nos com firmeza à esperança que professamos, pois aquele que prometeu é fiel.”

“Mas, quanto a mim, ficarei atento ao Senhor, esperando em Deus, o meu Salvador, pois o meu Deus me ouvirá.”

É importante lembrar que o conceito de tempo para Deus é diferente. No grego temos duas palavras para o tempo: Chronos e Kairós.

Chronos é “espaço de tempo, longo ou breve”, ou seja, é o tempo cronológico que conhecemos. Kairós na teologia significa “tempo de Deus”, um tempo que não pode ser medido. Não leva em consideração pressa ou ansiedade. Abrange aquelas situações que acontecem no tempo certo, nem antes nem depois.

Mesmo tendo um conceito diferente de tempo, Deus usa o nosso tempo a fim de vivermos os processos necessários para amadurecermos na fé. Que nossos corações experimentem Sua bondade, cuidado e proteção seja qual for fase em que estamos e que nós aprendamos a ser fiéis e louvar ao Senhor sejam quais forem as circunstâncias. Que encontremos o ritmo certo.

Se você prestar atenção nos detalhes, perceberá a beleza de todas as estações pelas quais está passando enquanto é aperfeiçoada n’Ele. Basta um olhar atento ao que Deus está fazendo em seu interior e ao seu redor, e o amor destemido, constante e fiel de Cristo por você ficará evidente. Ele nos toca e transforma porque nos ama profundamente.”

Política de privacidade