Carrinho

Um dos ensinamentos que recebemos de Jesus é que quem serve é maior do que quem é servido (Lucas 22.27). O serviço está ligado à generosidade, pois um coração generoso, naturalmente, deseja servir ao próximo. O serviço e a generosidade que agradam a Deus não surgem do desejo de receber reconhecimento das outras pessoas, mas sim de ter uma vida de adoração a Ele. Um grande exemplo é a pobre viúva que doou tudo o que possuía: 

 

 

Jesus estava observando e viu os ricos que lançavam seu dinheiro na caixa de ofertas. Viu também certa viúva pobre lançar ali duas pequenas moedas. Então Jesus disse: — Em verdade lhes digo que esta viúva pobre deu mais do que todos. Porque todos esses deram como oferta daquilo que lhes sobrava; esta, porém, da sua pobreza deu tudo o que possuía, todo o seu sustento.

Não foi a quantidade de moedas que revelou quem era aquela mulher, foi a sua motivação e disposição de dar sem buscar nada em troca. Esse ato, por mais simples que pareça, chamou a atenção de Jesus, já que revelou um coração generoso. Nosso foco não deve ser adorar o Senhor esperando algo em troca, mas sim por quem Ele é. Deus não precisa da nossa adoração, nem da nossa contribuição, mas nós é que somos beneficiados ao sermos generosos, é assim que nosso caráter é aperfeiçoado. 

 

Faz parte do caráter do nosso Pai 

 

O Senhor é um Pai amoroso e generoso que abençoa Seus filhos, isso faz parte do Seu caráter. A Palavra afirma que os filhos de um pai generoso são abençoados, e o maior exemplo disso é o próprio Deus. 

Fui moço e agora sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão. É sempre compassivo e empresta, e a sua descendência será uma bênção.

Não existe benção maior do que a entrega de Seu próprio Filho ao mundo, que tomou sobre si os nossos pecados e morreu em nosso lugar. O que foi de graça para nós, custou caro para Deus. É dessa forma que nós devemos lidar com as coisas que amamos, estando dispostos a sacrificá-las por amor a Ele, que nos chama a ter uma vida de entrega. Precisamos estar dispostos a dar até aquilo que é de grande valor para nós, caso o Pai nos peça, simplesmente por confiar que Ele cuida de nós. Só confiando na Sua provisão conseguiremos abrir mão do que é valioso para nós e amá-lO acima de tudo!

 

Abraçar a generosidade nos leva à maturidade

 

Em nossa caminhada cristã, buscamos incessantemente por maturidade espiritual, e a forma como lidamos com a generosidade revela muito sobre o nosso crescimento. Se somos capazes de dar coisas que consideramos preciosas, demonstramos maturidade espiritual e ampliamos nossa visão sobre o que realmente tem valor para o Senhor.

E isto afirmo: aquele que semeia pouco também colherá pouco; e o que semeia com fartura também colherá com fartura. Cada um contribua segundo tiver proposto no coração, não com tristeza ou por necessidade, porque Deus ama quem dá com alegria.

Talento, tempo e tesouro

 

A generosidade não está somente relacionada a bens materiais. Quando temos um coração generoso, a oferta vai além do físico: usamos nosso talento e tempo como uma oportunidade de abençoar outras pessoas. Seus talentos devem ser usados para o crescimento do Reino de Deus aqui na Terra. Ao entender a importância do sacrifício e do serviço para trazer a realidade dos Céus para a Terra, doamos não só coisas materiais, mas vamos além. Dedicar tempo e disposição às pessoas, hoje em dia, é uma raridade, seja para escutar alguém ou até para servir. 

 

A cultura de generosidade deve fazer parte de quem somos, porque o nosso maior exemplo não poupou tempo, talento ou tesouro para levar as pessoas até o Pai. Nosso amado Jesus Se despiu da Sua glória com um objetivo claro em seu coração: obedecer a Deus. Da mesma forma, nossa motivação precisa estar baseada em temor e amor pelo Senhor de tal forma que nos mova a não vivermos para nós mesmos, mas a termos uma vida desprendida das coisas desse mundo. 

 

Para finalizar, convidamos você a refletir na seguinte pergunta: o que realmente leva você a ser generoso? É por amor, obrigação ou por buscar receber algo? Não se esqueça de que nossas motivações mais profundas revelam onde está o nosso coração, como a própria palavra nos afirma: “Porque, onde estiver o teu tesouro, aí estará também o seu coração” (Mateus 6.21).

Política de privacidade