Carrinho

O dia dos namorados está se aproximando e seu coração pode estar sentindo os efeitos de sua chegada. Seja por já termos encontrado o amor da sua vida ou por estarmos em busca desse grande amor, todos nós costumamos nos movimentar nesta data. Porém hoje, quero falar sobre o segundo grupo, os que estão buscando um bom relacionamento.

Em todos os filmes de comédia romântica, vemos um enredo muito parecido: os personagens se conhecem, se sentem atraem e se apaixonam um pelo outro, enfrentam conflitos, se reconciliam e, ao final, ficam juntos para sempre. Com alguns detalhes diferentes, os roteiros normalmente seguem essa receita, que muitos de nós devoramos. Então, que tal analisarmos juntos cada fase apresentada nesses filmes? Assim, poderemos identificá-las uma por uma a fim de aprender como agir diante das mesmas situações.

SE CONHECENDO

Antes de tudo, precisamos saber o que estamos buscando. Quais são as características de que você não abre mão? Se você é cristã de verdade, a primeira coisa que deve procurar em um homem é que ele também seja. Não estou falando de alguém que vai rotineiramente à igreja, mas que de fato ama e busca o Senhor. Outras qualidades igualmente importantes para encontrar no seu grande amor são:

Alguém que busque o caráter de Cristo e transpareça o fruto do Espírito em sua vida.

Que respeite família, amigos, autoridades e todos que passam por ele;

É muito importante que a pessoa não tenha preguiça e faça o que for necessário sem medir esforços para dar seu melhor.

Esses pontos já se tornam perceptíveis enquanto você conhece a pessoa. Claro que é possível acrescentar mais características nessa lista, mas esteja sensível para perceber o que é essencial e o que seria um “plus”. Fale com Deus a respeito disso e permita que Ele dê as direções necessárias.

COMEÇANDO A NAMORAR

Depois de perceberem que querem começar um relacionamento, chegou a hora de torná-lo oficial.

Este é um período para passar tempo juntos, se conhecerem melhor e entenderem se querem ou não se casar. O namoro não deve ser uma perda de tempo, mas um preparo para o casamento. O objetivo final deve ser o matrimônio.

Para isso, é fundamental observar e conversar sobre:

Se vocês têm vontade de ter filhos e quantos.

Qual a importância que cada um dá à leitura bíblica e oração.

Quais são seus respectivos chamados e ministérios.

Quando o tema “casamento” entrar em pauta, é importante ter conversas a respeito do passado e das dificuldades atuais. Às vezes, algum dos dois teve um passado distante de Jesus e o outro nasceu na igreja e é bom alinhar as diferenças na criação e nas suas consequências.

Uma recomendação é que vocês sejam acompanhados por algum pastor ou líder, de preferência um casal, que vai orientá-los e orar junto sempre que precisarem. Além disso, é para eles que vocês devem prestar contas caso caiam em pecado e precisem confessar. 

LIDANDO COM AS BRIGAS

Depois de alguns meses de namoro e da fase de encantamento, surgem desentendimentos e até brigas. Alguns motivos são mais importantes que outros e é essencial saber diferenciar. Se depois de conversarem e se resolverem, as brigas continuarem pelos mesmos motivos, é preciso decidir se aquilo é algo suportável ou não.

Lembra da lista que você fez sobre com quem queria se relacionar? O ponto discutido é descartável ou não? É necessário ser sensível aos direcionamentos do Espírito Santo neste momento. Das duas uma: será necessário terminar esse relacionamento ou aprender e melhorar depois dessa discussão. 

Em todo o caso, é essencial ter um relacionamento com Deus para lidar cada vez melhor com as brigas e para aprenderem juntos a superarem as diferenças e entenderem se ainda assim, o casamento continua sendo um objetivo mútuo.

Todo casal briga e aqueles que contam com a ajuda do Espírito Santo, conseguem superar e aprender. Porém, se atente se as razões são relacionadas a pecados não trabalhados e faça a escolha certa.

DECIDINDO FICAR JUNTOS PARA SEMPRE

Depois de se conhecerem, terem algumas brigas e conversas importantes, chegou a hora de marcar a data do casamento. Como mencionamos, o namoro tem como objetivo final o matrimônio. Se os dois tiverem certeza e paz com essa decisão, nada mais natural que o noivado.

Espera-se do casamento que ele seja uma jornada repleta de boas memórias e grandes aventuras, mas cabe aos dois decidir se livrar do egoísmo e lutar juntos contra as ciladas do Diabo. Unam seus sonhos, planos e dediquem-se em oração. Conversem sobre tudo, sempre colocando Deus acima de todas as coisas. Uma casa que tem o Senhor como Rei está constantemente cheia da presença e da alegria do Céu.

Alguns dias serão difíceis e bem diferentes de um filme, mas é na vida real que você vive o sobrenatural de Deus e coleciona os melhores testemunhos e experiências.



Todo mundo quer cultivar um bom relacionamento e com a ajuda do Espírito Santo, isso é possível.

Deus ama a família e nos ajuda a entender como vivê-la da melhor forma.

“Deus os abençoou, e lhes disse: "Sejam férteis e multipliquem-se! Encham e subjuguem a terra! Dominem sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se movem pela terra".”

Política de privacidade