Carrinho

Você já associou adoração a música? É natural pensarmos que o nome que leva o ministério de louvor e adoração seja apenas relacionado a canções. Porém, essa não é a verdade. Podemos adorar a Deus realizando diferentes tarefas e ações. 

Para compreender isso, precisamos entender também o significado de adoração. Pelo dicionário Michaelis, é “Demonstração de afeto, respeito ou submissão”.

Essa é uma linda definição e ela nos mostra que, para adorar a Deus, não é necessária uma canção e sim uma atitude. Porém, como fazer isso na prática?

RECONHECENDO QUEM ELE É

Certo dia, meus filhos e eu vimos uma borboleta em nosso quintal e, por algum motivo, ela estava escondida. Nós nos aproximamos até ficarmos bem pertinho dela; comecei a analisar cada uma de suas cores e a louvar o Senhor, dizendo: “Meu Deus, como Tu és perfeito!”. Um bichinho, que em poucas semanas não existiria mais, parecia ter sido pintado à mão, de forma excelente e detalhada. Observávamos os desenhos de suas asas, feitos com grande perfeição. Esse é um exemplo de como podemos adorá-lO: apreciando Suas obras, reconhecendo e enaltecendo, por meio delas, quem Ele é.”

Quando percebemos a grandeza do nosso Deus, seu caráter e características, não conseguimos deixar de adorá-lO.  Quando nos damos conta de que pertencemos ao Senhor, sentimos a necessidade de nos prostrarmos diante da Sua beleza. Só que, para isso, precisamos prestar atenção ao Seu agir, mesmo que pareça pequeno.

OBEDECENDO MESMO SEM ENTENDER

Depois que reconhecemos as características de Deus, aprendemos que Ele é bom e digno de confiança e que podemos e devemos obedecê-lo sempre que Ele nos pedir algo. Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus (Cf. Romanos 8:28), então mesmo quando não entendemos porque Ele está nos pedindo algo, temos certeza de que mesmo assim, nosso Senhor merece a nossa confiança em Sua vontade.

ENTREGANDO TUDO

Como vimos no tópico anterior, a confiança em Deus nos leva a obedecê-lo e uma vida de obediência nos leva a uma entrega total. Quando desenvolvemos intimidade com Deus e seguimos o que Ele nos diz, percebemos a necessidade de entregar tudo que seguramos, nossa vida, coração, talentos, ministério, trabalho, tudo. Na entrega, mostramos quem é de fato o Rei das nossas vidas e que dependemos somente d’Ele, e isso também é uma forma de adorá-lo.

 

Podemos fazer tudo isso enquanto servimos na igreja local, enquanto cuidamos de nossa família e de nossa casa e enquanto trabalhamos. Temos a possibilidade de reconhecer a santidade de Deus, obedecê-lo e confiar totalmente Nele em qualquer lugar.

Quando vivemos em constante adoração, vivemos coisas sobrenaturais e sentimos os efeitos em nossas vidas. Aqui estão alguns exemplos:

REFLETIMOS O FRUTO DO ESPÍRITO

"Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei."

Na caminhada cristã e no processo de amadurecimento, aprendemos a ser fiéis a Deus em qualquer situação. Claro que em alguns momentos podemos falhar, mas começamos a desenvolver uma fidelidade real a Deus e por consequência, à sua Palavra. Ao caminharmos em obediência, reverência e adoração, cultivamos o fruto do Espírito e assim, mesmo em situações adversas, conseguimos demonstrar amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio.

DECLARAMOS SUAS VERDADES EM MOMENTOS DIFÍCEIS

Outra consequência de uma vida de obediência e adoração é que fixamos Suas verdades em nossos corações e percorremos a jornada, acreditando nelas e declarando-as em nossas almas e para todos aqueles que caminham junto com a gente. Passamos a ser portadores de esperança para os desesperançosos e aprendemos a sorrir mesmo em meio às más notícias.

Sabemos e declaramos que Ele é bom, fiel, pastor, amigo e que não muda. E, enquanto declaramos essas e muitas outras verdades a Seu respeito, Ele mesmo guerreia por nós.

APRENDEMOS A AMÁ-LO POR QUEM ELE É E NÃO PELO O QUE ELE FAZ

Enquanto esperamos acontecer aquilo que Deus nos prometeu e permanecemos confiando em Suas promessas e Seu amor, nosso coração aprende a amá-lo por quem Ele é e não pelo o que Ele faz, pois entendemos que as circunstâncias não alteram Seu caráter. Podemos experimentar Seu consolo, carinho e amizade em momentos difíceis e entender a beleza que é caminhar ao Seu lado e descobrir Seus mistérios.

 

Todos nós podemos adorar a Deus, com nosso trabalho, família, com nossas reações e talentos. Nascemos para reconhecer a Sua grandeza, cantar e contar sobre ela. Fomos feitos para nos maravilharmos com o caráter do nosso Pai e experimentamos constantemente de sua bondade e misericórdia. Que bom que podemos contar com a ajuda do Espírito Santo para exaltarmos e engrandecermos o Seu nome e nos ensinar a ter a adoração como estilo de vida.

"No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura."

Política de privacidade