Carrinho

Muitos se perguntam: “Como ter fé?”, quando, na verdade, deveriam se perguntar: “O que temos ouvido?”

 

Uma das verdades sobre a fé é que ela pode ser alimentada por aquilo que nos cerca. Por isso, devemos tomar cuidado com o que escutamos nos dias de hoje, visto que há muitas mentiras sendo propagadas em nossa geração. Para nos protegermos precisamos de fato andar com a Verdade, fazer dela a maior voz na nossa vida.

[...] a fé vem pelo ouvir, e o ouvir, pela palavra de Cristo.

Nossos ouvidos são a porta de entrada tanto para a verdade como para a mentira. A nossa responsabilidade é zelar por eles, tomando cuidado com o que escutamos, com o que está fora. Aquilo que tem grande potencial para nos influenciar pode minar a nossa fé. Por isso nos deparamos com pessoas tão confusas na nossa geração, as quais, por acreditarem que tudo é relativo, acabam não acreditando em nada e ignorando a Verdade.

Como estamos ouvindo?

Portanto, considerem atentamente como vocês estão ouvindo. A quem tiver, mais lhe será dado; de quem não tiver, até o que pensa que tem lhe será tirado.

A maneira que estamos ouvindo é determinante para influenciar a nossa fé. Para começar, precisamos abrir a nossa mente e construir novos pensamentos com a Palavra só ela é capaz de transformar nossa mente para vivermos uma fé verdadeira em Deus. Quando damos passos práticos por meio da leitura bíblica, da oração e do jejum, damos acesso a Deus para que Ele trabalhe em nós as nossas crenças e limitações. Aqui começa um processo maravilhoso de nos abrirmos para construir a nossa fé com base na Verdade.

 

Deixamos o vício de olharmos para o mundo apenas de uma forma natural e passamos a enxergá-lo com um olhar espiritual, através das nossas lentes da fé, com as quais adquirimos mais maturidade. Isso nos capacita e permite que tenhamos acesso à mente de Cristo, além de possibilitar que sejamos direcionados pelo Espírito Santo.

Aconteceu que, ao dizer Jesus estas palavras, uma mulher, que estava no meio da multidão, disse a ele, erguendo a voz: — Bem-aventurado o ventre que concebeu você e os seios que o amamentaram! Jesus, porém, respondeu: — Pelo contrário! Mais bem-aventurados são os que ouvem a palavra de Deus e a guardam!

Quantas vezes nós nos comportamos como essa mulher mencionada no versículo, olhando apenas para o natural, sem conseguir perceber o que foi feito anteriormente, antes mesmo de Jesus chegar no ventre de Maria? A encarnação de Cristo se concretizou no físico após uma mulher ouvir a mensagem de Deus e crer que ela se tornaria real. Maria recebeu uma palavra de que seria mãe do filho de Deus de uma forma totalmente sobrenatural e creu em seu coração, com isso, recebeu a graça de gerar no seu ventre e alimentar esse bebê. A nova perspectiva que Jesus traz nesse contexto é que existe maior alegria quando cremos antes mesmo de ver, quando escutamos e guardamos a Palavra de Deus.  

 

Nesse processo de colocarmos a fé como nossa moeda de acesso ao propósito, alcançamos aquilo que o Senhor já nos deu acesso por meio da sua Palavra.

Por quanto tempo nossa fé permanece viva?

A reflexão aqui não é apenas sobre ter fé, mas é sobre saber andar com ela, é sobre ter a firme constância de se manter na Palavra do Senhor em qualquer estação. É sobre aproveitar cada circunstância para aperfeiçoar a nossa fé, como Jesus, naquele barco, dormindo tranquilamente em meio a uma tempestade, com a certeza de que o seu Pai estava no controle e de que nada poderia afetá-lo. É esse tipo de fé que Ele nos deixou como exemplo, algo que nos livra de vivermos temerosos ou duvidosos.  


Uma fé consolidada pela Verdade é o combustível necessário para a nossa caminhada com Deus que nos traz um relacionamento baseado em confiar no que o nosso Pai está falando, não permitindo que a nossa confiança nEle seja abalada.

Vigiai, estai firmes na fé, portai-vos varonilmente e fortalecei-vos.

Estejamos firmes na fé, vigiando o que tem deixado influenciar os nossos pensamentos e a nossa maneira de agir. Busquemos o Senhor para caminhar pela Verdade e continuemos crescendo nEle, não nos esquecendo de colocar em prática os princípios que ouvimos, pois a fé se concretiza por meio de nossas ações.

Política de privacidade